[OpenBSD]

[Índice da FAQ] [Seção 8 - Questões Gerais] [Seção 10 - Administração do Sistema]

9 - Migração para OpenBSD


Conteúdo

Mais informação para usuários de Linux pode ser encontrada em http://sites.inka.de/mips/unix/bsdlinux.html.

9.1 - Dicas para usuários de outros Sistemas Operacionais do tipo Unix

O OpenBSD é um sistema tradicional do tipo Unix e será muito familiar para aqueles que usaram outros sistemas do tipo Unix, mas existem diferenças importantes. Novos usuários do OpenBSD devem se basear em suas próprias experiências: se seu conhecimento de Unix limita-se a uma certa experiência com uma variante do Linux, você pode achar o OpenBSD "estranho". Do mesmo modo, o Linux parece muito estranho para alguém que começou com o OpenBSD. Você precisa reconhecer a diferença entre o "padrão" e sua experiência.

Se você aprendeu Unix com qualquer um dos bons livros sobre Unix em geral, e se você entendeu a "filosofia Unix" e então aumentou seu conhecimento em uma plataforma específica, você achará o OpenBSD um Unix "verdadeiro" e familiar. Se você aprendeu Unix usando um processo "digite isto para fazer aquilo", ou com um livro do tipo "Aprenda PinkBeenie v8.3 em 31,4 Horas", e acha que você "conhece o Unix", você certamente vai achar o OpenBSD muito diferente.

Uma importante diferença entre o OpenBSD e muitos outros sistemas operacionais é a documentação. Os desenvolvedores do OpenBSD têm um grande orgulho das páginas de manual. As páginas de manual são a fonte confiável de documentação do OpenBSD -- não esta FAQ, nem páginas mantidas independentemente por terceiros, nem "HOWTO"s, etc. Quando um desenvolvedor faz uma mudança no sistema, é esperado que ele faça a atualização das páginas de manual ao mesmo tempo que sua modificação no código do sistema, não "mais tarde" ou "quando tiver tempo de fazer" ou "quando alguém reclamar". Uma página de manual existe para praticamente todo programa, utilitário, driver, arquivo de configuração e tudo o mais no sistema base. É esperado que um usuário veja as páginas de manual antes de pedir ajuda nas listas de discussão.

Estas são algumas das diferenças mais comumente encontradas entre o OpenBSD e outras variantes do Unix.

9.2 - Linux e OpenBSD em inicialização dupla

Sim! Isso é possível!

Leia INSTALL.linux.

9.3 - Como converter seu arquivo de senhas do Linux (ou outro formato do tipo Sexta Edição) para o formato BSD.

Primeiro, verifique se o seu arquivo de senhas do Linux é do tipo "shadow" ou não. Se ele é, instale o John the Ripper a partir de pacotes ou portes (security/john) e use o utilitário "unshadow" para ele juntar seus arquivos passwd e shadow em um arquivo do tipo Sexta Edição.

Usando seu arquivo de senhas do Linux, vamos chamá-lo de linux_passwd, você precisa adicionar ::0:0 entre os campos quatro e sete. O awk(1) faz isso por você.

# cat linux_passwd | awk -F : '{printf("%s:%s:%s:%s::0:0:%s:%s:%s\n", \
> $1,$2,$3,$4,$5,$6,$7); }' > new_passwd
Nesse ponto, você deve editar o arquivo new_passwd e remover o root e outras entradas do sistema que já estão presentes no seu arquivo de senhas do OpenBSD ou que não são usadas no OpenBSD (remova todas elas). Também tenha certeza de que não existem nomes de usuários duplicados ou IDs de usuário entre new_passwd e seu arquivo /etc/passwd da máquina OpenBSD. A maneira mais fácil de fazer isso é utilizar um novo /etc/passwd.
# cat new_passwd >> /etc/master.passwd
# pwd_mkdb -p /etc/master.passwd
O último passo, pwd_mkdb, é necessário para reconstruir os arquivos /etc/spwd.db e /etc/pwd.db. Ele também cria um arquivo de senhas no formato Sexta Edição (menos as senhas encriptadas) em /etc/passwd para programas que o usam. O OpenBSD usa criptografia forte para senhas, blowfish, que é muito raro de se achar em qualquer sistema que use arquivos de senhas no formato Sexta Edição. Para utilizar esse algoritmo mais forte, os usuários utilizam o comando 'passwd' e mudam suas senhas. A nova senha será encriptada com sua configuração padrão (blowfish, se você não editou o arquivo /etc/login.conf). Ou, como root, você pode executar passwd nome_de_usuário.

9.4 - Como executar binários do Linux no OpenBSD

O OpenBSD/i386 é capaz de executar binários do Linux quando o kernel está compilado com a opção COMPAT_LINUX e o parâmetro kern.emul.linux do sysctl também está definido. Se você está usando o kernel GENERIC (que você normalmente deve usar), COMPAT_LINUX já está ativada, e você vai precisar apenas definir o parâmetro sysctl desta forma:

# sysctl kern.emul.linux=1
Para isso ser feito automaticamente a cada vez que o computador inicializar, remova o caractere # (comentário) do começo da linha
#kern.emul.linux=1      # enable running Linux binaries
do arquivo /etc/sysctl.conf, que deve ficar parecido com:
kern.emul.linux=1       # enable running Linux binaries
e reinicialize seu sistema para a modificação ter efeito.

Para executar quaisquer binários do Linux que não são ligados estaticamente (a maioria deles), você precisa seguir as instruções da página de manual compat_linux(8).

Um jeito simples de pegar a maioria das bibliotecas úteis do Linux é instalar o pacote fedora/base a partir do espelho FTP mais próximo de você. Para mais informação sobre os pacotes e o sistema de portes, você deve consultar a FAQ 15 - O Sistema de Pacotes e Portes do OpenBSD. Para instalar o pacote mencionado, você deve usar os comandos:

# export PKG_PATH=ftp://seu.espelho.ftp/pub/OpenBSD/5.3/packages/i386/
# pkg_add -i fedora_base
Note que o pkg_add(1) executa automaticamente o sysctl para definir kern.emul.linux com o valor correto durante a instalação desse pacote. No entanto, ele não muda o arquivo /etc/sysctl.conf, então se você deseja que a emulação Linux fique ativa por padrão, você precisa modificar kern.emul.linux nesse arquivo.

9.5 - Como acessar seus arquivos do Linux com o OpenBSD

O OpenBSD suporta o sistema de arquivos EXT2FS. Para mais informação, veja a FAQ 14.

[Índice da FAQ] [Seção 8 - Questões Gerais] [Seção 10 - Administração do Sistema]


[voltar] www@openbsd.org
$OpenBSD: faq9.html,v 1.8 2013/05/06 20:25:56 ajacoutot Exp $